Os Retronautas vem aí

Você já deve ter ouvido falar no termo coolhunter.

O termo foi criado nos anos 90, para se referir aos profissionais de marketing que tinham a habilidade de através da observação de mudanças sociais, tecnológicas e até antropológicas detectar tendências de mercado.

Atualmente, nem todos os coolhunters trabalham na área de marketing, muitos fazem este trabalho pelo simples prazer de dividir suas descobertas com o mundo. Os novos coolhunters buscam novidades na internet, na vida noturna, no cinema, na arte, em viagens e  traduzem estas observações em tendências.

Eu poderia dizer que os retronautas são uma espécie de coolhunter, só que fascinados pelo passado. Seu prazer é encontrar e dividir coisas legais e interessantes de outras décadas e até de outros séculos.

Visite o site Retronaut e você vai entender o trabalho fantástico de um retronauta.

Path – O Fim do Facebook ?

A medida que o Facebook se torna cada vez mais mainstream é de se esperar que muitas pessoas procurem por uma rede social mais exclusiva.

Caso você seja uma delas, o Path é a melhor opção. Se ele vai acabar com o Facebook no futuro, acredito que não. Até porque, as propostas são diferentes. Mas de uma coisa tenho certeza,  muita gente não está satisfeita com o que o Facebook está se tornando e começa a migrar para o Path.

Dois meses atrás resolvi fazer uma limpa nos meus “amigos” do Facebook,  de 600 pessoas restaram aproximadamente 150. Percebi que existiam umas 50 pessoas que eu nem tinha certeza de quem eram e mais de 400 que nunca trocaram uma palavra comigo. Depois que a linha do tempo foi criada (by the way acho fantástica), a nossa vida ficou tão exposta que  acho até perigoso ficar compartilhando com todo mundo. Eu sei que dá pra selecionar quem pode ver ou não,  mas na minha opinião não é prático.

Esta é a principal característica do Path, você tem no máximo 150 amigos para compartilhar suas informações pessoais somente com quem realmente é próximo e de sua confiança

O Path é uma rede social moderna, com design bacana e é ótimo para compartilhar fotos e músicas. No caso das fotos, ele tem embutido lentes do tipo instagram, assim você não precisa mais tirar fotos com um aplicativo para depois fazer o upload. Quanto ao compartilhamento do que você está ouvindo, ele identifica a música, posta um trecho e já disponibiliza um link se alguém quiser baixar.

Como pontos negativos, o Path nem de longe faz tudo que o Facebook faz e  não tem versão de navegação na internet, ele só funciona no celular.  Mas está valendo.

Eu estou adorando. Gostou baixe já o app .

Conheci através do meu amigo Mau Medeiros.

Lançamento do iPad 3?

Hoje acontece o evento especial da Apple onde deve ser lançado o novo Ipad. Estes eventos ganharam tanta importância que geeks do mundo todo, literalmente param para assistir a apresentação na integra. Quase como se fosse jogo do Brasil em copa do mundo.

Mesmo que você não seja um fã de tecnologia, dê um jeito de assistir nem que não seja ao vivo.

As apresentações da Apple estão entre as melhores do mundo, a maneira como eles constroem o raciocínio é de causar inveja em qualquer executivo que passa horas no Power Point tentando vender suas ideias. Mais do que isso, elas mudaram a maneira de se fazer publicidade, pois  geram tanto boca-a-boca que são uma arma mais eficiente do que qualquer mídia convencional.

Sites e blogs do mundo todo começam a falar e especular sobre os lançamentos meses antes do evento.

A apresentação de hoje está marcada para as 15:00hs (horário de Brasilia) e pode ser acompanhada através do blog do iphone.

O Livro mais Fantátisco já feito para iPad

Se você ficou impressionado com a versão de Alice no País das Maravilhas para iPad, você precisa baixar e ler The Fantastic Flying Books of Mr Morris Lessmore.

Este é o melhor livro para iPad até o momento, digo até o momento pois depois de lançada a idéia, será fácil alguém aprimorar. Mas não importa, The Fantastic Flying Books of Mr Morris Lessmore já entrou para a história.

Olivetti – De volta para o futuro ?

Quando comecei a trabalhar em meados da década de 80, a marca mais famosa no escritório era Olivetti com suas maquinas de escrever. Eu usava uma elétrica que para época era uma baita tecnologia.

Pois bem, a Olivetti é um bom exemplo de uma empresa que demorou para perceber os avanços tecnológicos. Ela entendia que fazia máquinas de escrever ao invés de perceber que o seu business era possibilitar a comunicação escrita entre as pessoas.  Vieram os computadores e a Olivetti que reinava absoluta por décadas, quase desapareceu do mapa do dia para noite.

Mas sempre a tempo para o retorno de uma marca com tanto recall. Eles acabam de lançar seu tablet com o slogan “De volta para o Futuro”.

Tomara que dê certo.

Descobri no incrível Digital Drops